Pacotes Atacama | Cia Eco Marca Brasil
DESTINOS NACIONAIS | DESTINOS INTERNACIONAIS | CONHEÇA A CIA ECO | EQUIPE | RESPONSABILIDADE SOCIAL
Pacotes para Deserto de Atacama
Pacotes Atacama Pacotes Atacama - Apresentação Pacotes Atacama - Dicas Pacotes Atacama - Melhor época Pacotes Atacama - Hospedagens Pacotes Atacama - Fotos Pacotes Atacama - Papel de parede Pacotes Atacama - Contato

Pacotes Atacama - Apresentação

O Atacama, na região norte do Chile, é considerado o deserto mais árido do mundo, fascinando seus visitantes. Zona de tesouros arqueológicos que contam os segredos de uma civilização desaparecida, a região apresenta vales férteis, vulcões, gêiseres e uma paisagem deslumbrante. Com certeza, é um dos destinos mais incríveis do planeta.

As maiores atrações do Atacama são os salares, desertos de sal povoados por flamingos, como o Salar de Atacama ou Salar de Surise, com termas naturais. A porta de entrada da região é Calama, onde está localizada a Província de El Loa e seus geóglifos.

As caminhadas no deserto são recompensadas com deliciosos banhos termais em Chusmisa, visitas às lagoas Miñique e Miscante, e ao Valle de la Luna, com paisagens e formações impressionantes. Na região existem diversas opções de passeios de aventura, como cavalgadas, trekking e biking.

As principais cidades turísticas do norte chileno são Arica, Iquique, Calama, San Pedro de Atacama e Antofagasta. Dessas, exceto Calama e San Pedro de Atacama, todas são cidades costeiras que oferecem praias. Cada cidade proporciona acesso a uma parte do deserto, altiplano e serras. Caminhadas, etno-tours, travessias em veículos 4x4, montanhismo e arqueologia são algumas das atividades mais comuns do norte chileno.

Próximo ao limite setentrional da região, as cidades de Copiapó e La Serena proporcionam acesso aos vales transversais que se estendem de leste a oeste. São conhecidos pela produção de pisco chileno (brandy de uvas) e possuem os céus mais claros do hemisfério sul, onde se reúnem astrônomos profissionais e aficcionados de todo mundo.

Confira as principais atrações:

Calama: contruída em um oásis, é a maior cidade do Atacama e um dos principais pontos de partida para passeios no deserto. Pode-se conhecer um lado diferente do deserto do Atacama, com cidades fantasmas, vales férteis, pequenas vilas, ruínas incas, geóglifos e a maior mina de cobre do mundo, Chuquicamata. Próximos estão também os Geisers Del Tatio.  


Catarpe:
ruínas de uma cidade administrativa inca, povo que dominou a região por 150 anos. Localizadas a 9 km ao norte de São Pedro, no Vale de Catarpe, são consideradas Monumento Arqueológico. Em suas proximidades está a capilla de San Isidro, edificada em 1913 pelo colono italianão Lucas Cenzano e ainda cuidada por seus descendentes.  

Chuquicamata: maior mina de cobre do mundo “a tajo abierto” (a cova aberta), com 4,3 km de comprimento, 3 km de extensão e 850 metros de profundidade. Apesar de 90 anos de intensa exploração, esta ainda permance como um dos maiores reservatórios do planeta. Durante uma visita, é possível conhecer as diferentes etapas do processo de extração, refinação e fundição do cobre.

Feira de Artesanato em San Pedro de Atacama: é formada de pequenas lojas com belíssimos trabalhos regionais, onde os nativos da vendem agasalhos, gorros e xales (os mais comuns são feitos com lã de ovelha e de lhama, com fio mais grosso; os de alpaca possue cores variadas e textura sedosa; o de vicunha, são mais raros e caros por ser um animal selvagem). Encontram-se também peças de cacto-candelabro, como xícaras e porta-retratos.

Geisers del Tatio: localizados a 90 quilômetros ao norte de San Pedro de Atacama e a uma altitude de 5.000 metros. As nuvens de vapor são espelidas de manhã bem cedo, a uma altura de aproximadamente 11 metros. O ideal é que o passeio a partir de San Pedro de Atacama comece por volta das 4h30 ou 5h00. Em suas proximidades há poços de águas termais onde é possível se banhar.

Igreja de San Pedro: construída e fundada entre os séculos XVI e XVII, possui uma arquitetura típica do deserto, cujo teto é feito de pranchas de cactos presas com couro de guanaco. O local onde o padre Cristábal Diaz de los Santos rezou a primeira missa na cidade, em 1557, foi declarado monumento nacional em 1957.

Lagunas Miscanti e Miñiques: lagoas altiplânicas, localizadas próximas à região do Salar de Atacama, a mais de 4 mil metros de altura. São parte integrante da Reserva Nacional Los Flamencos. A região fica situada a 110 Km ao sul de San Pedro de Atacama. A paisagem da área é destacada pelos vulcões Miscanti e Miñiques que, junto aos cordões montanhosos de Puntas Negras, Chuculaqui e Chaique dão forma às bacias que resultam nas lagoas. Miscanti possui uma área de 15 Km² e Miñiques, de 1,5 Km². O visual é inesquecível.

Lagoa Cejar: uma lagoa salgada no meio do Salar do Atacama e de forte cor azul, cercada por cristais de sal, localizada a aproximadamente 30 Km de San Pedro. Devido à grande quantidade de sal dissolvido em suas águas, pode-se flutuar como no Mar Morto (da Palestina). É possível nadar na lagoa, de onde se tem uma surpeendente vista de toda a cordilheira. Ela chama a atenção pela sua cor azul turqueza e pelos cristais de sal branco nas suas margens. O passeio também pode ser feito de bicicleta.

Lagoa Chaxa: um lugar de paisagem belíssima que atrai muitos turistas o ano todo. Com a superfície salgada, é possível encontrar flamingos cor de rosa no local. A área é protegida pelo CONAF, Corporação Nacional de Florestas. O clima na região é de deserto e as chuvas de verão são freqüentes. A temperatura varia entre 17ºC e 24,5ºC.

Laguna Verde: situada a aproximadamente 4.300 m em meio a recentes formações vulcânicas, próxima ao passo de San Francisco e aos pés do vulcão Licancabur (6.200 m de altitude). Entre 12h00 e 14h00, ocorre um fenômeno no qual a lagoa muda de cor, apresentando um tom fascinante de verde. Pode-se observar o reflexo das montanhas nas suas águas em dias sem vento. Em suas proximidades existem termas que tornam suas águas um pouco mais quentes para um banho e, passada a fronteira com a Bolívia, há um vale com duas lagoas salgadas repletas de flamingos e outras aves.

Museu Arqueológico Le Paige: fundado pelo padre belga Gustave Le Paige em 1955, o museu conta a história do povo atacamenho a partir de 10 mil anos atrás. Possui peças de ouro, cerâmica e várias múmias (de 2 mil anos), bem como armas utilizadas para caça e outras ferramentas.

Passeio de bicicleta (downhill):
a atividade começa a 4.900 metros de altura, nas encostas do vulcão Toco e desce por toda a encosta da cordilheira dos Andes até São Pedro do Atacama, com um desnivel de 2.400 metros por estradas de terra e asfalto e uma linda vista de todo o Salar, do vulcão Licancabur e Juriques. O passeio é realizado com guia e suporte de veículo.

Pukara de Quitor: construída no século XII, com localização estratégica, na ladeira do cerro e protegida por um barranco sobre o rio, Pukara de Quitor era uma antiga fortaleza incaica que em 1540 foi ocupada pelos espanhóis. Grandes e pequenas pedras unidas com argamassa de terra foram os materiais utilizados na sua construção.

Salares: são enormes planícies de sal, completamente brancas e que atraem centenas de aves, especialmente os flamingos. O principal é o Salar de Atacama, localizado a cerca de 55 km ao sul de San Pedro de Atacama. A região concentra espécies de flamingos e outras aves, como nhandús, gansos, patos, e também mamíferos como guanacos, vicunhas, alpacas e lhamas.

San Pedro de Atacama: antiga cidade dos impérios Tiahuanaco e Inca, era um posto de comércio do deserto e hoje é o principal destino turístico do norte do Chile, possuindo dezenas de sítios arqueológicos. No vilarejo, encontra-se o Museu Arqueológico Padre Le Paige e outras atrações do povoado como a igreja, a Plaza de Armas e as casas de Dom Pedro de Validai, conquistador do Chile e fundador de Santiago.

Sítio Arqueológico de Tulor: ruínas de uma vila atacamenha de 3 mil anos de idade com restos de construções e uma réplica das casas originais. Está localizado a cerca de 10 Km de San Pedro de Atacama. Hoje apenas 5% da aldeia está visível, o restante ainda continua soterrado. No ano de 2005 esta aldeia foi declarada um dos 100 sítios arqueológicos mais ameaçados do mundo.

Termas de Puritama: localizada a 27 Km a noroeste de San Pedro de Atacama, é uma fonte termal com fluídos constantes, em que as temperaturas variam de 25 a 30º e possuem  propriedades medicinais para enfermidades reumáticas, além de dores musculares. O lago tem aproximadamente 8 metros de diâmetro e é formado pela influência das águas internas temperadas que afloram ao redor de 30º C. Esse local, antigamente visitado por aborígenes incaicos, encontra-se no caminho dos Geisers del Tatio.

Tour astronômico: um astrônomo, com ajuda de um laser, explica as diferentes constelações, galáxias, planetas visíveis e movimentos importantes do céu, com utilização de 4 potentes telescópios. Uma experiência fascinante e instrutiva para todas as idades, no céu do deserto mais seco do mundo. Média de 300 dias de céu limpo por ano. O passeio parte de San Pedro em direção ao deserto todas as noites, melhor lugar para se observar as estrelas.

Trekking Las Cornizas: caminhada leve de 3 horas pelo Vale de Catarpe e, depois, pelo alto de pequenas colinas, com uma visão espetacular de todo o Vale da Morte e Cordilheira de Sal. No caminho, observa-se também ruínas atacamenhas.

Trekking Machuca a Rio Grande: caminhada de 5 a 6 horas, com intensidade média, entre os povos altiplânicos, através de caminhos usados antigamente pelos povos da região - as quebradas. A partir de San Pedro, segue-se até o vilarejo de Machuca (3.600 metros), onde o trekking tem início. Atravessando salares e descendo o Vale do Peñaliri, segue-se pela rota antiga dos índios até a cidade de Rio Grande. No caminho, parada para visita aos petróglifos de Yerbas Buenas.

Trekking Quebrada de Guatin: caminhada de 4 horas por um lindo caminho, onde se avistam os famosos cactos gigantes que podem alcançar até 7m de altura e 70 cm de diâmetro. Localiza-se na junção dos rios Purifica e Puritama. No final do percurso, estão as termas de Puritama, onde pode-se tomar um relaxante banho termal.

Vale da Lua: formados pelas elevações de sedimentos do lago, os cumes da Cordilheira de la Sal foram moldados pelo vento, dando origem a curiosas formações, que lembram a superfície lunar. O ideal é que se visite o local no pôr do sol para se ver o espetáculo das cores, ou em época de lua cheia. 

Vila de Socaire: a vila está localizada a 86km de São Pedro de Atacama e 402 km a leste de Antofagasta. Fica a 3500 metros do nível do mar e é lugar perfeito para apreciar as belezas do Deserto do Atacama, sendo considerada como uma espécie de "porta de entrada" ou terraço para apreciar a paisagem. As temperaturas variam entre 17ºC e 24,5ºC e a região pode ser visitada durante o ano todo. A vila de Socaire possui boas acomodações e um artesanato local que chama a atenção dos turistas.

Vila de Toconao: a vila de Toconao está localizada na segunda região, a 38 km de São Pedro de Atacama. Foi toda construída em pedra vulcânica e é passeio imperdível para quem visita a região. Destaque para a igreja local, a praça principal e o San Lucas Camp. A agricultura e o artesanato são as principais atividades de Toconao. Pode ser visitada durante o ano todo com temperaturas variando entre 17ºC e 24,5ºC.

Vulcão Licancabur: do vilarejo de San Pedro de Atacama, é possível avistá-lo praticamente o tempo todo. A ascensão ao vulcão pode ser realizada com acompanhamento de guias locais especializados, com chegada no topo dos seus 5.916 metros de altitude.

Vulcão Lascar: está a 5.592 metros de altura. É o exemplo mais presente de um vulcão ativo, já que sua última erupção aconteceu em 1993 e sua fumaça permanente pode ser vista de San Pedro de Atacama. A ascensão ao vulcão (atividade de nível intenso) requer aclimatação prévia e permite a observação da gigantesca cratera de 750m de diâmetro e 300m de profundidade. É imprescindível o acompanhamento de guias locais especializados em alta montanha.

Vulcão Ojos del Salado: com 6.885 metros de altura, é o vulcão mais alto do mundo. Está numa região bastante selvagem e pouquíssimo explorada. Para chegar ao Acampamento Base da montanha, no Refúgio Universidade de Atacama (5.200 metros), a travessia do deserto é feita em veículo 4x4. A ascensão ao cume é bastante difícil, indicada a quem possui experiência. É imprescindível o acompanhamento de guias locais especializados em alta montanha.

Vulcão Sairecabur: este vulcão está inserido na cordilheira que separa o Chile da Bolívia. Possui 6.050 metros de altura e do seu topo se tem a melhor vista do Vulcão Licancabur (seu vizinho), das lagoas andinas Verde/Blanca e de todo o vale do Salar do Atacama.

Vulcão Toco: a ascensão ao vulcão pode ser realizada, com chegada ao topo após 3 horas de caminhada (5.604 metros de altura). É imprescindível o acompanhamento de guias locais especializados em alta montanha, apesar do nível técnico ser fácil.